Anibal-Eduardo-Susana – 18

Penso que o vosso trabalho evoluiu de maneira muito significativa da primeira para a segunda versão. A introdução situa-nos bem no tema. O ponto sobre o professor e a sua socialização, introduz muito bem o fenómeno geral da socialização dos professores, para se debruçar de seguida, em termos gerais, sobre o interaccionismo simbólico, o self e a identidade. Depois, surge a problemática da identidade profissional dos professores, numa vertente histórica, sob o ângulo das teorias sobre o percurso profissional e através do comentário a dois trabalhos portugueses recentes: um de cunho especulativo, outro relatando um estudo empírico. Os comentários feitos a estes trabalhos parecem-me interessantes e equilibrados. A minha única dúvida é se algumas das posições do primeiro autor (M.) não mereceriam reservas mais acentuadas... De todo o modo, acho que terminam muito bem o vosso texto.

As partes da versão anterior eliminadas, na verdade, não faziam muita falta. Nesta segunda versão o “registo” já é muito mais homogéneo, traduzindo uma perspectiva de Ciências da Educação. O texto ficou muito mais coerente e constitui uma óptima introdução ao tema. Por isso, estão de parabéns pelo produto. Enfim, espero que o trabalho que tiveram tenha sido útil e formativo.