Carlos-Isabel-João - 18

Gostei das alterações que fizeram no vosso trabalho sobre formação a distância, na versão final. A discussão sobre pontos fortes e pontos fracos das experiências relatadas enriqueceu o texto. A discussão sobre os diversos modelos também me parece ter ficado bastante conseguida.

O meu único “senão” vai para a fundamentação da importância do ensino a distância ou “e-learning”. Muito embora me pareçam pertinentes as considerações que vocês fazem sobre as necessidades do mundo do trabalho, acho que se devem referir também, ao lado dessas necessidades, o interesse crescente das pessoas por uma maior formação cultural (nos seus múltiplos aspectos, línguas, artes, literatura, etc.). Ou seja, penso que não devemos reduzir o elemento motor das mudanças educacionais (neste caso de base tecnológica), às necessidades da economia, mas apresentar um panorama mais alargado.

De qualquer modo, penso que fizeram um óptimo trabalho, e aqui ficam os meus sinceros parabéns!