Malba Tahan

 

Júlio César de Mello e Souza nasceu no dia 6 de maio de 1895 na cidade de Queluz, estado de S. Paulo, Brasil e celebrizou-se sob o psedónimo de Malba Tahan. Foi um caso raro de um professor de matemática, quase tão famoso como um jogador de futebol. Na verdade, foi um professor criativo e ousado que estava muito além do ensino exclusivamente expositivo do qual foi um feroz crítico. "O professor de Matemática em geral é um sádico", acusava. "Ele sente prazer em complicar tudo." Além disso, criou uma didáctica própria e divertida, até hoje viva e respeitada.

        Procurando lançar-se como escritor, Mello e Souza resolveu criar uma figura exótica e estrangeira e fazer-se passar como tradutor dos seus contos e livros. Com base na sua paixão pela cultura árabe, cuja língua estudou, e nas suas leituras enquanto jovem dos Contos das Mil e Uma Noites, construiu  um personagem raro: Malba Tahan

        Malba Tahan nasceu em 1885 na aldeia de Muzalit, Península Arábica, perto da cidade de Meca, um dos lugares santos do islamismo. A convite do emir Abd el-Azziz ben Ibrahim, assumiu o cargo de queimaçã (prefeito) da cidade árabe de El-Medina. Estudou no Cairo e em Constantinopla. Aos 27 anos, recebeu uma grande herança do pai e iniciou uma longa viagem pelo Japão, Rússia e Índia. Morreu em 1921, lutando pela libertação de uma tribo na Arábia Central. Em cada aventura, Malba Tahan acabava sempre por se envolver com algum engenhoso problema matemático, que resolvia magistralmente. 

        O sucesso desta ideia foi imediato. De tal modo que Mello e Souza acabou por escrever dezenas de livros para o "seu" Malba Tahan, tais como: 

        Júlio César de Mello e Souza viveu 79 anos (1895 - 1974), a maior parte, no Rio de Janeiro.  Desde 6 de Maio de 1995, data do centenário do seu nascimento, aí se celebra o Dia da Matemática no dia do seu nascimento, 6 de Maio.