O que é uma criança excepcional?

 

Várias tentativas têm sido feitas no sentido de definir o termo criança excepcional e todas, devem ser ainda bastante elaboradas para que possam ser compreendidas. 

 

Algumas pessoas utilizam esse termo para se referirem a uma criança particularmente inteligente ou a uma criança com talentos pouco comuns. No entanto, o termo tem sido geralmente aceite para designar tanto a criança deficiente quanto a talentosa. Para os presentes objectivos definimos como criança excepcional aquela que difere de criança típica ou normal por:

 

a características mentais

a capacidades sensoriais

a capacidades neuro-motoras ou físicas

a comportamento social

a capacidades de comunicação

a deficiências múltiplas.

 

Essas diferenças devem ser suficientemente notáveis a ponto de requerer a modificação das práticas escolares, ou de necessitar serviços de educação especiais, para possibilitar o desenvolvimento até à sua capacidade máxima.

Mas essa é uma definição bastante geral, que levanta uma série de questões.

 

 

 O que é uma criança típica ou normal?

 Que grau de desvio requer educação normal?

 Qual é o papel do ambiente na definição?

 O que é educação especial?

 

 

Se definirmos uma criança excepcional como aquela que se desvia da norma do seu grupo, temos então muitos tipos de excepcionalidades.

ef

As crianças são consideradas educacionalmente excepcionais somente quando as suas necessidades exigem a alteração do programa, isto é, quando os desvios do seu desenvolvimento atingem um tipo e um grau que requerem providências pedagógicas desnecessárias para a maioria das crianças.

ef

As crianças excepcionais são com frequência agrupadas para facilitar a comunicação entre os profissionais. É comum encontrar-se a seguinte classificação:

 

Desvios mentais g intelectualmente superiores

g lentas quanto à capacidade de aprendizagem

Deficiências sensoriais g deficiências auditivas

g deficiências visuais

Desordens de comunicação g distúrbios de aprendizagem

g deficiências da fala e da linguagem

Desordens de comportamento g distúrbio emocional

g desajustamento social

Deficiências múltiplas e graves g paralisia cerebral e retardamento mental

g surdez e cegueira

g deficiências físicas

g intelectuais graves