Oscar Niemeyer
(1907 -      ) 

 

Oscar Niemeyer Soares Filho é um arquitecto brasileiro nascido no Rio de Janeiro. Formou-se na Universidade do Brasil em 1935. Trabalhou com o muito conceituado arquitecto Suíço, Le Corbusier, no revolucionário desenho do edifício dos Ministérios da Saúde e da Educação brasileiros, que ficou terminado em 1936.  Entre muitos edifícios que Niemeyer desenhou estão a Igreja de São Francisco que tem uma estrutura tão radical que a sua consagração foi atrasada até 1959, embora a Igreja tivesse sido terminada em 1943.

A originalidade e a imaginação que Niemeyer revelou nos seus trabalhos valeram-lhe uma reputação de líder da arquitectura moderna. Embora altamente variado, o seu trabalho inclui sempre um enorme espaço vazio integrado em formas muito invulgares. Altos edifícios suportados por pilares de betão ou aço caracterizam a obra do arquitecto. Niemeyer foi o mais importante desenhador dos edifícios do Estado em Brasília, a capital do Brasil.

Os arquitectos da nova capital, Oscar Niemeyer e Lúcio Costa pretendiam construir uma cidade utópica. O desejo era "construir um urbanismo com luz, ar e sol, com a transparência do cristal e a lógica de uma equação" (Goerdeler,2000).

A Catedral Metropolitana, ou Catedral de Brasília, é um dos imensos edifícios públicos desenhados pelo arquitecto Niemeyer nos anos 60 para a capital brasileira. Esta Catedral foi construída entre os anos 1959 e 1980 e, tem na sua arquitectura técnicas e materiais modernistas misturados com as linhas curvas e a liberdade da forma, próprias do período barroco brasileiro.   

 

Catedral Metropolitana 

(clique na fotografia)  

 

A base do edifício é circular e tem cerca de 60 m de diâmetro, e o seu piso principal situa-se a 3 m do chão. O seu telhado de vidro fosco, que tem início ao nível do chão é suportado por 16 colunas curvas, colunas estas, que vistas de fora do edifício, terminam no topo de forma pontiaguda, lembrando a imagem de uma coroa de espinhos.  A parte mais estreita do edifício está a cerca de 31 m do chão, é circular e tem cerca de 12 m de diâmetro. Perto da entrada do edifício estão quatro enormes estátuas conhecidas pelos Quatro Evangelhos.  

Se calhar do que vimos até agora podemos já retirar alguma relação com a matemática, mas sem dúvida que a maior relação deve-se ao facto de, as colunas atrás referidas, serem arcos de hipérbole.