NÚMEROS INTEIROS

 

    Na época do Renascimento, os matemáticos sentiram cada vez mais a necessidade de um novo tipo de número que pudesse ser solução de equações tão simples como,

 x + 2 = 0, 2x + 10 = 0, 4y + y = 0

e as ciências precisavam de símbolos para representar temperaturas acima e abaixo de 0ºC.

    Mas a tarefa não ficava só por criar um novo número, era necessário encontrar um símbolo que permitisse operar com esse número criado de um modo prático e eficiente.

 

O CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS

 

   Definimos o conjunto dos números inteiros como a reunião do conjunto dos números naturais, o conjunto dos números opostos dos números naturais e o zero. Este conjunto é denotado pela letra e pode ser escrito por

ℤ = {..., -4, -3, -2, -1, 0, 1, 2, 3, 4, ...}

 

            Exemplos de subconjuntos do conjunto ℤ:

 

                  Conjunto dos números inteiros não negativos:

+={ 0, 1, 2, 3, 4, ...}

                  Conjunto dos números inteiros não positivos:

-={..., -4, -3, -2, -1, 0}

 

        Os números inteiros podem ser representados numa recta numerada, pelo que possuem uma determinada ordem. Visto aqui serem apresentados os números negativos, poderemos também discutir o módulo de um número assim como as operações que podemos realizar com eles. As operações que iremos abordar, juntamente com as suas propriedades, são a adição e a multiplicação.

    Por fim falaremos também da potenciação dos números inteiros e a radiciação dos mesmos.

 

Topo..