wpeC.jpg (3195 bytes)Sir Isaac Newton

    Nasceu a 4 de Janeiro de 1643 em Woolsthorpe, Lincolnshire, na Inglaterra e faleceu a 31 de Março de 1727 em Londres.
    Newton veio de uma família de agricultores mas nunca conheceu o seu pai, que morreu antes de ele nascer. Ele ficou ao cuidado do avó após a mãe ter voltado a casar e ter-se mudado para outra aldeia. Um tio decidiu que ele devia ser preparado para a universidade e então, em Junho de 1661, Newton entrou para a escola do seu tio, Trinity College, em Cambridge onde tencionava seguir direito.

    Newton estudou filosofia, álgebra e geometria analítica, mas o que mais o atraiu, foi a mecânica da astronomia copérnica de Galileu. O seu talento começou a evidenciar-se com a chegada de Barrow a Cambrige.
    No verão de 1665, a Universidade fechou devido à peste, e Newton teve de voltar a Lincolnshire. Foi então que Newton, (na altura, com idade inferior a 25 anos) num período de menos de dois anos, iniciou uma série de avanços revolucionários, nas áreas da Matemática, da Óptica, da Física e da Astronomia. Foi também durante este período que Newton começou a construir os alicerces do cálculo diferencial e integral, vários anos antes da sua descoberta independente por Leibniz .

    Newton desenvolveu o que ele próprio chamou de "Teoria das Fluxões" (onde distinguia "fluentes" e "fluxões") e que era baseada na sua percepção de que a integração de uma função é, meramente, o processo inverso da sua
diferenciação. Tomando como ponto de partida a operação de diferenciação, Newton produziu métodos analíticos muito simples que unificaram muitas técnicas que tinham sido desenvolvidas, em separado, para resolver problemas que, aparentemente, não tinham qualquer relação, tais como: calcular áreas, tangentes, comprimentos de curvas e máximos e mínimos de funções.
    Em 1761, Newton escreveu "De Methodis Serierum et Fluxionum", que, no entanto, só foi
publicado em 1736. Em 1669, Barrow abandonou o ensino, recomendando que Newton, na altura, de apenas 27 anos, ocupasse o seu lugar. O primeiro trabalho de Newton neste cargo foi no campo da Óptica. Durante os dois anos da peste, Newton chegou à conclusão de que a luz branca não era uma entidade simples. Através de experiências em que fazia passar um raio de luz branca por um prisma, Newton reparou no aspectro de cores que se formava, o que o levou a concluir que a luz branca era, na verdade, uma mistura de vários tipos diferentes de raios em que, cada um, produz uma cor espectral diferente. Isto foi uma revolução em toda a ciência óptica pois, desde Aristóteles, todos os cientistas acreditavam que a luz branca era uma entidade simples.
    Em 1672, Newton integrou a Real Sociedade e, também neste ano, publicou o seu primeiro artigo científico sobre luz e cor. Apesar de este artigo demonstrar, apenas a nível experimental, que a luz consistia no movimento de pequenas partículas em vez de ondas. Apesar disso, a teoria corpuscular de Newton prevaleceu até ao século XIX, quando foi ressuscitada a teoria das ondas.     Devido aos desentendimentos com Hooke, Newton afastou-se da Real Sociedade e atrasou, deliberadamente, a publicação das suas pesquisas de Óptica, até depois da morte de Hooke, em 1703. Em 1704, Newton publicou "Opticks".
    Os maiores feitos de Newton registaram-se no campo da Física e da Mecânica Celestial, que culminou com a Teoria da Gravitação Universal. Apesar de ainda hoje os físicos utilizarem as notações y' e y'' para designar a velocidade e a aceleração, respectivamente, a Teoria de Newton foi, na altura, alvo de críticas devido à pouca precisão com que ele a fundamentou. Para esclarecer os conceitos envolvidos na sua teoria, Newton escreveu a "Teoria das primeiras e últimas razões" que envolve o conceito de limite, apesar de este não ter sido bem entendido.
    Por volta de 1666, Newton já tinha esboços das suas três leis do movimento. Ele tinha, também já, descoberto a lei que dava a força centrífuga num corpo em movimento circular uniforme. A sua brilhante ideia foi imaginar que a gravidade terrestre era influenciada pela Lua, e isto seria a maneira como a força centrífuga era contrabalançada. Por esta sua lei e pela terceira Lei de Kepler, Newton deduziu a lei dos "quadrados–inversos". Halley convenceu Newton a escrever uma obra completa sobre a sua Nova Física e as suas aplicações na Astronomia.
    Em 1687, Newton publicou "Philosophiae naturalis principia mathematica" ou "Principia", como é geralmente conhecido. Esta obra é reconhecida como o maior livro científico jamais escrito. Newton analisou o movimento de corpos sobre a acção de forças centrípetas e os resultados que ele obteve foram aplicados em órbita, projécteis, pêndulos e corpos em queda livre perto da superfície terrestre. Newton foi mais além e demonstrou que os planetas eram atraídos para o Sol por uma força que variava consoante o inverso do quadrado da distância e chegou mesmo a afirmar que todos os corpos celestes se atraem mutuamente. Uma generalização maior levou Newton a enunciar a Lei da Gravitação Universal: "toda a matéria atrai toda a outra matéria com uma força proporcional ao produto das suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre elas ".

    Apesar de, durante muitos anos, muitos geómetras eliminarem dos elementos da
Geometria a noção de movimento (considerado no sentido geométrico, abstraído do tempo empregue a realizá-lo), com Newton, a ideia de movimento torna-se fundamental para se poderem compreender os conceitos de tempo e de velocidade com ele relacionados.
    Segundo Newton, a
Geometria é fundada sobre a mecânica prática e, ao resolver os problemas desta última, mostra a sua utilização. Esta ideia foi compartilhada por outros matemáticos como Gauss e Euler, por exemplo.
    Newton explorou ainda outros fenómenos: a órbita dos cometas, as marés e as suas variações, os eixos da Terra, o movimento da Lua como sendo influenciado pela gravidade solar.

    Tal como Leibniz, Newton arranjou um processo para obter aproximações do número
p . Para tal, utilizou a sucessão (m n) definida por:
m 1=6*(1/2); m 2=6*[1/2+(1/2*1/3*1/23)];   m 3=6*[1/2+(1/2*1/3*1/23)+(1/2*1/5*1/25)];               m 4=6*[1/2+(1/2*1/3*1/23)+(1/2*1/5*1/25)+(1/2*1/7*1/27)]; .....
    Uma das inovações de Newton foi a introdução do Método de Interpolação, que ele elaborou baseando-se no cálculo de diferencias finitos.
    Em 1693, Newton sofreu um esgotamento nervoso e abandonou a pesquisa científica, aceitando um cargo governamental em Londres. Em 1703, Newton foi eleito presidente da Real Sociedade e foi reeleito todos os anos até à data da sua morte.
     Newton foi condecorado cavaleiro em 1708 pela Rainha Anne, sendo o primeiro cientista a ser condecorado deste modo.

Referências Bibliográficas

Se quiser saber mais sobre Derivadas "click" aqui WB01539_.gif (682 bytes)

Voltar à Galeria  WB01395_.gif (262 bytes)

Voltar à página inicial