Roma foi o centro de uma das mais notáveis civilizações da antiguidade que se manteve entre os anos 753 a.C. (data atribuída à sua fundação) e 1453 (data atribuída à queda do Império Romano do Oriente).

Os Romanos utilizaram letras do seu alfabeto para representar números. Como foram senhores de um grande Império, deixaram nos monumentos, pontes, etc. as marcas da sua cultura. Ainda hoje utilizamos a numeração Romana na leitura de datas, nos mostradores dos relógios, etc.

 

Como funcionava o sistema de numeração Romana?

As 7 letras que os Romanos utilizavam como numerais são:

I

1
V 5
X 10
L 50
C 100
D 500
M 1000

Repetindo cada símbolo duas ou três vezes (nunca mais que três) o número fica duas ou três vezes maior: Os símbolos V, L e D não se repetem.

II 2
III 3
XX 20
XXX 30
CC 200
CCC 300
MM 2000
MMM 3000

As letras I, X ou C colocam-se à esquerda de outras de maior valor para representar a diferença deles, obedecendo às seguintes regras:

Se a um símbolo colocarmos à sua direita um símbolo de menor valor, este último símbolo soma o seu valor ao valor do outro. Assim:

VI (5+1) 6
XII (10+2) 12
LIII (50+3) 53
CX (100+10) 110

Se a um símbolo colocarmos à sua esquerda um símbolo de menor valor, este símbolo diminui o seu valor ao valor do outro:

IV (5-1) 4
IX (10-1) 9
XL (50-10) 40
XC (100-10) 90
CD (500-100) 400
CM (1000-100) 900

Cada barra sobreposta a uma letra ou a um grupo de letras multiplica o seu valor por mil:

V 5000
XV 15000
4000000
L 50000

Tarefas Didácticas:

1.Representa em numeração Romana os números da tabela:

49 64 99 4444 12453 8008008

 

2.Representa em numeração Árabe os números da tabela:

CCCL CCXX DCCV CCCLIX MCLXII CMXLIV

 

3.Completa as frases com a data em numeração Romana:

Um desafio...

Quantos números se podem representar, no sistema de numeração romano, utilizando exactamente três fósforos?

Click para saber a solução

Uma Curiosidade...

Os Romanos, frequentemente, escreviam IIII (4) em vez de IV. Isto, ainda hoje, pode observar-se nas esferas de alguns relógios. A numeração romana usou-se na numeração de livros nos países europeus até ao século XVIII.

Click para voltar